Beirute

Beirute é uma cidade relativamente pequena, sendo possível conhecer boa parte de seus pontos turísticos a pé. Se for preciso pegar algum meio de transporte, o melhor é o táxi ou service (um táxi dividido com outras pessoas, tipo lotação). Os preços são bem em conta. Basta ficar parado em alguma esquina que os veículos, geralmente carros bem antigos, passam a toda hora buzinando.
 
Cuidado com o trânsito no Líbano: os motoristas não respeitam nenhum sinal. Existem poucos semáforos e atravessar uma rua pode se transformar literalmente em uma grande aventura.
 
Quem quiser viajar do Líbano a Síria deve passar por algumas destas fronteiras: Masnaa, que liga a estrada de Beirute a Damasco; Al-Qaa, norte do Líbano ao Vale Bekaa; Aarida, pela estrada que vai de Tripoli a Latakia ou Aabboudiye, de Tripoli a Homs.
 
Tanto de carro como de ônibus, o viajante deve mentalizar que na fronteira existe uma grande e enrolada burocracia. Antes de sair do Líbano é preciso carimbar o passaporte e antes de entrar na Síria é necessário já ter o visto (que pode ser conseguido na Embaixada da Síria no Brasil). 
 
Na verdade, passar de um país para o outro é fácil, o problema é que os policiais ali são enrolados. Eles podem encher o turista de perguntas como em que hotel ficará hospedado, o motivo da viagem e quantos dias pretende ficar no país até liberar a entrada do viajante.
 
Mas, apesar da burocracia e da má vontade dos policiais, cruzar a fronteira entre o Líbano e a Síria, ou vice-versa, pode ser uma bela aventura.

Como chegar

De avião
Não existem voos diretos do Brasil para o Líbano. O ideal é viajar até uma cidade europeia como Amsterdã, Roma, Londres, Paris ou Madri e dali pegar um voo para Beirute.
 
Aeroporto Internacional de Beirute (10 km do centro)
Tel. 961 (1) 628-000. Ou 150, se estiver no Líbano. 
 

Qual a melhor época para ir?

Durante o verão (junho, julho e agosto) as temperaturas na região são bem altas e o clima na capital é úmido. A melhor época para conhecer o país é antes do verão (abril e maio) ou depois (setembro e outubro).
 

Informações extras

Sites oficiais
Site de turismo do país: www.mot.gov.lb
Embaixada do Brasil: www.cgbrasil.org 
 
Em situações graves e de comprovada emergência (acidentes, mortes, prisões), o Consulado-Geral poderá ser contatado pelo telefone 961-70-108374. 
 
Idioma oficial: Árabe, mas o francês e o inglês também são falados.
 
Visto: Antes de viajar, é recomendável checar as últimas mudanças com a Embaixada Libanesa no Brasil.
 
Fuso horário: seis horas a mais do que Brasília
 
DDI: 961 (Líbano)
 
Código de acesso da cidade: 01 (Beirute)
 
Telefones úteis
Bombeiros: 175
Polícia: 112
Ambulância: 140
 
Informações turísticas: Não é muito fácil encontrar pontos de informação turística na cidade. Há um posto de informações no aeroporto. 
 
Moeda: Libra libanesa ou lira.
 
Gorjetas: É aconselhável deixar o básico de 10%.
 
Voltagem e tomadas: 110V / 220V. Não se assuste se houver um apagão durante o dia. No Líbano a luz é cortada todos os dias durante três horas. Geralmente os hotéis e grandes empresas têm geradores próprios, por isso o visitante quase não sente esse problema.
 
O que não pode faltar na minha bagagem?
Quem quiser conhecer a noite de Beirute deve estar preparado para andar bem vestido. Os libaneses gostam de se arrumar bastante quando saem. Leve roupas compridas para usar em alguns lugares. 

Dicas de quem já foi

Atrações

Cursos Online
UOL Cursos Online

UOL Cursos Online

Todos os cursos