Boa parte do charme de Barcelona está em se deixar perder por entre as ruazinhas do centro antigo da cidade. Adentrar pelo Bairro Gótico, passar por La Rambla, chegar ao porto, seguir pela orla até Barceloneta. E para tudo isso o melhor meio de transporte são seus pés.

A maioria das atrações de Barcelona está concentrada no centro, não muito distantes uma das outras. Então, uma boa caminhada te leva ao lugar desejado e ainda costuma reservar surpresas agradáveis que ficaram de fora do guia turístico pelo caminho.

Outra opção bastante atraente é a bicicleta. Para uso turístico, existem alguns pontos onde é possível fazer o aluguel. Os preços variam, mas normalmente não passam de € 10 a hora de uso. Depois é só aproveitar. Uma ciclovia cobre todo o litoral da cidade, passando pelo porto. Outra boa opção é subir o Montjuïc e percorrer suas tranquilas ruas pedalando.

O transporte público é aconselhável para locais mais distantes, como o Parc Guell ou o Camp Nou. O metrô é a melhor opção de transporte. O sistema metroviário é bem amplo e abrangente, com 113 km de extensão, divididos em 11 linhas e atendendo 148 estações. O sistema de tarifas funciona por zonas, sendo maior o valor de acordo com a distância percorrida. Ele é interligado com outros tipos de transporte público.

Um ticket diário custa de € 6,20 (uma zona) a € 17,50 (seis zonas). Para apenas uma viagem de metrô, sem integração, o bilhete custa € 1,45. Todas as linhas de metrô operam das 5h à meia-noite de segunda a quinta, aos domingos e feriados; das 5h às 2h às sextas-feiras e 24 horas aos sábados.

Os ônibus são indicados para áreas não cobertas pelo metrô, ou durante a noite. Os ônibus noturnos cobrem diversas ruas da cidade, sempre partindo e chegando à Plaça Catalunya. Os preços e os bilhetes são os mesmos dos ônibus diurnos.

Circular de táxi por Barcelona também não é caro, com preço base de € 2. Não é difícil achar um dos milhares de táxis pretos e amarelos circulando pela cidade. A única forma de pagamento aceita é dinheiro.

Como chegar

O Aeroporto principal de Barcelona é o El Prat. Ele está a 18 quilômetros do centro da cidade e não faltam opções baratas de transporte. O Aerobús é a principal. Saindo a cada 5 ou 10 minutos, dependendo do horário, leva a Plaça Catalunya em apenas meia hora, passando por outros pontos da cidade no caminho, como a Plaça de Espanya, Gran Via (esquina com Urgell) e Plaça Universitat (vizinha à Plaça Catalunya). A tarifa, € 5,05 e € 8,75 ida e volta, é paga diretamente com o motorista. Funciona das 6h10 à 1h05, no trajeto aeroporto-centro, e 5h30 à 0h30, no trajeto centro-aeroporto.

O trem é outra opção. Caminhando um pouquinho a partir do Terminal 2, leva á Estació de Sants em 19 minutos. É conectado à linha do metrô. A vantagem é o preço,  € 3, um pouco mais barato que o Aerobús. As vantagens, porém, não vão muito além disso. Os trens saem somente de meia em meia hora, proporcionando certa lotação na hora do embarque (é bom ficar bastante esperto com os batedores de carteira nessa hora).

O táxi até centro custa em média € 25.

Aeroportos
O aeroporto El Prat fica a 18km do centro da cidade.

Rodovias
De Madri a Barcelona são 620km de distância, que podem ser percorridos de carro pelas rodovias AP-2 e A-2. Caso resolve ir pela A-7, o trajeto fica em 790km.

Trens
A principal opção dentro da Espanha é o AVE, da empresa renfe (www.renfe.com). Na alta estação, a passagem ida e volta Barcelona/Madri sai por €200. Nos outros períodos fica na faixa dos €80.

Qual a melhor época para ir?

O inverno pode ser rigoroso, então se não curte frio, evite. Junho costumo ser mais disputado. Como praticamente tudo na cidade é feito ao ar livre, considere um clima ameno, como a primavera.

Informações extras

Site do país: www.spain.info
Site da cidade: www.barcelonaturisme.com

Embaixada brasileira na cidade: Não há. A Embaixada do Brasil na Espanha fica em Madri, n endereço Calle Fernando el Santo, 6, código postal 28010 (34 91 700 4650). Aberto 2ª a 6ª, 10h-13h45.

Consulado Brasileiro: Fica na Avenida Diagonal 468, 2º (34 93 488 2288 / www.brasilbcn.org). Aberto 2ª a 6ª, 9h30-13h.
Idioma: Além do Espanhol, é comum encontrar placas de sinalização, como no transporte público, em catalão. Pode-se encontrar quem fale inglês no locais mais turísticos.

Fuso horário: Quatro hora a mais em relação a Brasília.
DDI: 0092
Telefone de emergência: 112

Informações turísticas: As informações turísticas podem ser encontradas em diversos endereços, sendo em postos do governo catalão como da própria cidade de Barcelona:  na Plaça Catalunya, Eixample (informações 807 11 72 22/ fora da Espanha +34 93 285 38 34 /www.bcn.cat/www.barcelonaturisme.com). Metrô Catalunya. Aberto Escritório diariamente, 9h-21h. Palau de la Virreina, La Rambla 99, Barri Gòtic (93 316 10 00/ www.bcn.cat/cultura). Metrô Liceu. Aberto 2ª a sáb., 10h-20h; dom., 11h-15h. Carrer Ciutat 2 (térreo do Ajuntament), Barri Gòtic; Carrer Sardenya (em frente à Sagrada Família), Eixample; Plaça Portal Pau (em frente ao Monument a Colom), Port Vell; estação Sants; La Rambla 115, Barri Gòtic; esquina da Plaça d’Espanya com a Avda Maria Cristina, em Eixample; e aeroporto.

Moeda: Euro. Para saber mais sobre a cotação da moeda, acesse: economia.uol.com.br/cotacoes

Câmbio: Os bancos fazem a troca de cheques de viagem, mediante a cobrança de tarifas. Algumas casas de câmbio não cobram tarifa, mas possuem piores taxas. Uma opção boa e segura é sacar dinheiro diretamente nos caixas eletrônicos com cartão de crédito. As casas de câmbio estão espalhadas pela cidade, podendo ser encontradas no aeroporto, ou no centro, como em Las Ramblas.

Telefone: Os orelhões funcionam com moeda, cartões telefônicos ou de crédito. O primeiro minuto de uma ligação local feita de dia custa 8¢; para um celular, 13¢; e para um número 902, cerca de 20¢. Uma boa opção para ligações longas são os postos telefônicos. Oftelcom Carrer Canuda 7, Barri Gòtic (93 342 73 71). Metrô Catalunya. Aberto diariamente, 9h-0h. Não aceita cartão. Locutorio Carrer Hospital 17, Raval (93 318 97 39). Metrô Liceu. Aberto diariamente, 10h-22h. Não aceita cartão.

Correio: Uma carta e cartão postal para o Brasil custa menos que um euro. Os selos podem ser comprados em um estanc, uma espécie de tabacaria administrada pelo governo, ou nas agências do correio. O Correio central fica na Plaça Antonio López, Barri Gòtic (93 486 80 50). Metrô Barceloneta ou Jaume I. Aberto de 2ª a 6ª, das 8h30 às 21h30; sábado, das 8h30 às 14h.

Internet: Algumas bibliotecas públicas oferecem acesso gratuito à internet. Outras opções são as lan houses.

Segurança: O maior problema para os turistas que estão a passeio em Barcelona são os batedores de carteira. Eles estão nos principais pontos turísticos e transporte público, como indicam placas dentro dos vagões de metrô. Ademais a cidade é tranquila.

Assistência médica: O serviço público de saúde de Barcelona atende aos turistas brasileiros. Porém, nem todas as especialidades são cobertas. Informações no site www.gencat.net/temes/eng/salut.htm. Emergências podem ser encaminhadas para o pronto socorro dos hospitais. Para chamar ambulância, o número é 061. Centre d’Urgències Perecamps - Av Drassanes 13-15, Raval (93 441 06 00). Metrô Drassanes ou Paral•lel; Hospital Clínic - Carrer Villarroel 170, Eixample (93 227 54 00). Metrô Hospital Clínic; Hospital Dos de Maig - Carrer Dos de Maig 301, Eixample (93 507 27 00). Metrô Hospital de Sant Pau ou Cartagena; Hospital del Mar - Passeig Marítim 25-29, Barceloneta (93 248 30 00). Metrô Ciutadella-Vila Olímpica; Hospital de Sant Pau - Carrer Sant Antoni Maria Claret 167, Eixample (93 291 90 00). Metrô Hospital de Sant Pau.

Gorjeta: Não é costume de Barcelona deixar gorjeta. Caso desejar, 5% a 10% é de bom tamanho.

Voltagem e tomadas: A voltagem mais comum é de 220 volts. As tomadas na Europa variam de acordo com a região, então tenha sempre um adaptador universal na bagagem.

Pesos e medidas: Barcelona utiliza as mesmas definições de pesos e medidas a que estamos acostumados no Brasil. A temperatura também é medida em graus celsius.

Visto: Segundo informações do consulado, não é preciso visto para entrar na Espanha.

Controle de imigração: Embora não exija visto, a entrada na Espanha pode ser complicada. Os agentes de imigração podem solicitar confirmação de reserva de um pacote turístico, assim como o itinerário completo da viagem. Passaporte é obrigatório.

Dicas de quem já foi

Atrações

Cursos Online
UOL Cursos Online

Guias e roteiros rápidos

Últimas notícias

UOL Cursos Online

Todos os cursos