Eduardo Tardin/UOL
Jovens curtem o fim de tarde no canal 6, na orla de Santos; ao fundo, prédios da orla de São Vicente Eduardo Tardin/UOL

Santos tem praias, porto e Pelé, mas também tem muita opção de cultura e lazer

Não é só o porto (o maior da América Latina), as praias e o jardim da orla, que com 5,3 km entrou para o "Livro dos Recordes" como o mais extenso jardim de praia do mundo, que fazem de Santos um destino digno de ser visitado. Se você gosta de futebol, ainda tem Pelé como desculpa: foi lá que brilhou um dos maiores jogadores de todos os tempos. Mas, mais do que isso, a cidade mais importante do litoral paulista oferece muitas opções de lazer e cultura.

A apenas 72 km de São Paulo, Santos vem se destacando com investimentos em seu centro histórico, gastronomia diversificada, museus e locais para mergulho. Um fim de semana pela cidade, incluindo a vizinha São Vicente, pode render bons momentos para toda a família.

A ilha de São Vicente, em que se localizam as partes insulares dos municípios de Santos e São Vicente, tem uma população total de cerca de 700 mil habitantes e é densamente povoada. Apesar de as porções insulares dos municípios serem pequenas em comparação aos seus territórios totais, é na faixa de 11 km da ponte Pênsil, em São Vicente, até a Ponta da Praia, em Santos, que se localizam os principais atrativos turísticos das duas cidades, a maior parte deles no lado de Santos. Por mais que São Vicente tenha um peso histórico muito importante - foi a primeira vila do Brasil, fundada em 1532 por Martim Afonso de Souza -, acaba sendo ofuscada pela vizinha, que tem mais atrações e se renova constantemente.

As duas cidades têm suas praias como atrativos turísticos. Mas, como muitas praias urbanas, enfrentam o problema das condições de banho irregulares, por conta da poluição. As opções além das praias, no entanto, são muitas. A começar pelo centro histórico de Santos, a menina dos olhos do turismo da cidade. É lá que hoje funciona um dos símbolos do investimento de Santos em turismo: o bonde turístico. Hoje são 1.700 metros de trilhos quem levam visitantes para um passeio de apenas 15 minutos por algumas ruas do centro. É pouco, mas é um marco da revitalização do local e é muito querido pela população. Em breve, o bonde percorrerá a maior parte das atrações do centro ao longo de 5.000 metros de trilhos.

E os planos da prefeitura são ainda mais ambiciosos: nas ruínas de um casarão secular, pretendem construir o Museu Pelé, além de transformar antigos armazéns desativados em uma moderna área de lazer e cultura, nos moldes de outras regiões portuárias do mundo que passaram por revitalizações.

Toda a região de Santos e São Vicente atrai desde famílias com crianças, que vão aproveitar o passeio pelo jardim da praia, o popular Aquário Municipal e um encontro com aves exóticas no Orquidário, até jovens em busca da agitada vida noturna na orla. A gastronomia também é outro ponto alto, oferecendo não apenas pescados, como também pizzarias, cantinas e boas churrascarias. Também há feiras de artesanato, museus e mirantes, passeios de barco e infra-estrutura de cidade grande.

Infelizmente, algumas partes das cidades ainda estão abandonadas. São Vicente passa a impressão de que parou no tempo - mais especificamente no ano 2000, quando, por conta dos 500 anos do descobrimento do Brasil, foram inauguradas diversas atrações que já estão precisando de renovação. No centro histórico de Santos, a quantidade de prédios degradados ainda chama a atenção.

Mas o que fica claro mesmo é a busca pela melhoria. Quem conhece Santos de outros tempos vai se surpreender com sua beleza atual e se empolgar com a certeza de que a cidade não pára de se reinventar.

Atrações em destaque

Guias e roteiros

Dicas de quem já foi

Cursos Online
UOL Cursos Online

Calendário de eventos

UOL Cursos Online

Todos os cursos