Os sabores mineiros são um patrimônio. Tutu de feijão, feijão tropeiro, couve, lombo e costelinha puxam a lista de especialidades tradicionais da casa. Se preparadas num fogão a lenha, então, elevam a experiência gastronômica. Fogão a lenha na capital? Sim, a jovem Belo Horizonte preserva o costume do interior com propriedade.

Alguns restaurantes até reproduzem o clima de fazenda, com mesas e bancos longos dispostos em galpões, no estilo rancho, a exemplo do Xapuri, na Pampulha, e do Faz de Conta, na BR-040, saída para o Rio, dois do mais famosos. O Casa Cheia, no Mercado Central, é reduto dos belo horizontinos e virou ponto turístico com seus tira-gostos, tipicamente mineiros, como fígado com jiló e cebola, rabada e vaca atolada.

Mas a tradição não limita a criatividade dos cardápios de Belo Horizonte. Os vários festivais gastronômicos que a cidade sedia inspiram ainda mais. Novos pratos surgem anualmente e passam a integrar os menus dos restaurantes participantes do Comida di Buteco, Brasil Sabor, BH Sabor e Arte, por exemplo.

E, como uma das maiores capitais do país, "Beagá" oferece também uma vasta opção de cozinhas tradicionais, contemporâneas e internacionais, como fracesa, italiana, japonesa, entre outras. Os principais estabelecimentos ficam nos bairros Lourdes e Savassi, regiões centrais e nobres. Há boas opções também no bairro da Pampulha.

Dicas de quem já foi

Atrações

Cursos Online
UOL Cursos Online

Cidades vizinhas

UOL Cursos Online

Todos os cursos