UOL Viagem

Paula Lima

Cantora elege soul, jazz, hip hop, rap, samba e MPB

Da Redação
A cantora Paula Lima elege muito soul, jazz, hip hop, rap e samba para viajar, estilos musicais de onde colhe influência para compor e interpretar suas canções.

Na última viagem que fez de carro com o marido à praia de Paúba, no litoral norte de São Paulo (ao lado de Maresias), ouviu o soul contemporâneo do Corrine Bailey Rac. "É mais para ouvir e ficar refletindo", conta. No caminho até o destino (calmo e indicado para a prática de mergulho), também estiveram na playlist do casal Jay Z, The Roots, Marvin Gaye, Elza Soares, Wilson Simonal, Quincy Jones e o disco Tim Maia Racional. "Foi tudo de bom!".

Entre os favoritos brasileiros de Paula Lima, constam Zeca Pagodinho, Alcione, Marcelo D2, Rita Lee e Jorge Ben Jor (na fase do início da carreira, quando ainda era Jorge Ben). "Aconselho todos eles. Pode viajar com esses sons que vai dar certo", diz.

Na Costa do Sauípe (BA), descobriu um dos sucessos do compositor João Donatto - "Flor de Maracujá", canção que se "apaixonou" quando ouviu pela primeira vez, na voz de Gal Costa. "Eu pensei na hora, 'isso me pertence'! Preciso cantar de qualquer maneira", explica. Tanto é que ela regravou a música para o seu recém-lançado CD "Sinceramente".

Outros locais que deixaram boas lembranças na vida de Paula Lima foram o sul do Brasil, Fortaleza e Brasília. O destino mais marcante, entretanto, foi a África do Sul. "Lá eu recomendo escutar qualquer coisa do Salifqueitar".

Na hora de malhar (ela também faz aulas de boxe), a intérprete indica o rap de Ludacriss, o hip hop de Tupac, o soul do The Roots, Faith Evans e Erykah Badu, além de Beyoncé e as faixas do seu último cd. Cantora elege soul, jazz, hip hop, rap, samba e MPB