UOL Viagem

Exaltasamba

Músicos do grupo escolhem pagode, rap e forró para ouvir na estrada

Da Redação
Os músicos do Exaltasamba se reuniram pela primeira vez em 1982, em São Bernardo do Campo (SP). O primeiro álbum do grupo veio apenas dez anos mais tarde: "Eterno Amanhecer", em 1992. Lançado na seqüência, "Encanto" também chegou às lojas em um esquema independente.

O primeiro lançamento por uma grande gravadora foi "Luz do Desejo", em 1996. Desde então, o grupo realizou mais oito trabalhos: "Desliga e Vem", "Cartão Postal", "Mais Uma Vez", "Bons Momentos", "Exaltasamba ao Vivo", "Alegrando a Massa", "Esquema Novo" e "Todos os Sambas ao Vivo".

A formação atual do Exaltasamba é Péricles (banjo e vocal), Thiaguinho (pandeiro e vocal), Pinha (repique de mão), Izaías (violão), Brilhantina (cavaco) e Thell (tantã). Em entrevista exclusiva ao UOL Viagem, eles responderam em coro à pergunta sobre o que gostam de ouvir na estrada: "Exaltasamba!". Os músicos garantem que escutam suas próprias canções quando estão em turnê por puro prazer.

Pressionados, acabam citando outras fontes. Pinha fala do rap de Dexter: "Tenho ouvido muito o álbum 'Exilado Sim, Preso Não'", conta o responsável pelo repique de mão do grupo, que completa a lista com mais black music: "Na estrada ou fora dela, todo dia escuto Jackson do Pandeiro e LL Cool J, religiosamente. Também gosto de Zeca Pagodinho e de Earth, Wind and Fire", completa.

Apesar de terem várias referências em comum e de viajarem juntos, cada um escuta sua própria música em CD e MP3 players individuais. "O único problema é que um de nós adora 'pegar emprestado' os fones de ouvido e CDs dos outros", entrega Brilhantina. Todos do grupo olham para Pinha, que se defende: "Nem vem! Não sou eu!".

Thiaguinho, que toca pandeiro, canta e é o galã do Exaltasamba, gosta de ouvir outros grupos de pagode: "Sensação, Fundo de Quintal e Prazer do Samba estão entre meus favoritos. Também escuto Boys II Men, Brian McKnight, Usher e muito sertanejo de raiz, tipo Milionário e José Rico e Theodoro e Sampaio", conta. E aproveita para entregar Péricles: "Ouvimos praticamente as mesmas coisas".

O mais quieto e calado do grupo, Isaías, cita apenas um nome, o primeiro feminino a aparecer na lista: Elis Regina. Quando questionado sobre outras mulheres para fazer parte da trilha, Péricles é radical: "Não gosto de vocais femininos". Mas Thell vai contra o colega: "Eu escuto Beyoncé, Mariah Carey e também gosto de Elis Regina. Na minha seleção também entram João Bosco, Emílio Santiago, Stevie Wonder e Michael Jackson - mas deste, só as coisas mais antigas", ressalva.

Para completar a trilha cheia de influências da música negra nacional e internacional, Brilhantina, que toca cavaco, diz que é fã de forró: "Adoro um pé-de-serra, como Luis Gonzaga, Trio Nordestino e Arrasta Pé".

Músicos do grupo escolhem pagode, rap e forró para ouvir na estrada
MAIS
Veja entrevista com o Exaltasamba na TV UOLVídeo
Ouça Exaltasamba na Rádio UOLOuvir