Informações sobre o álbums
  • editoria:Nacionais
  • galeria: Botos, fitas e carimbó estão na Festa do Sairé, em Alter do Chão
  • link: http://viagem.uol.com.br/album/festa_do_saire_09_album.htm
  • totalImagens: 71
  • fotoInicial: 47
  • imagePath: http://v.i.uol.com.br/album/
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20130730142817
    • Turismo religioso [51330];
    • Dicas de viagem [49119];
    • Festa de Sairé [58834];
    • Alter do Chão [58835]; Santarém [55043]; Pará [5296]; Brasil [5109];
Fotos
Saraipora carrega o sairé, uma armação de madeira revestida com algodão e fitas coloridas em forma de cruzes que representam o Pai, o Filho e o Espírito Santo Eduardo Vessoni/UOL Mais
As procissões religiosas pelas ruas de Alter do Chão, em Santarém, também incluem caminhadas com os alferes, varinhas revestidas com fitas coloridas Eduardo Vessoni/UOL Mais
As fitas utilizadas na Festa do Sairé, no Pará, representam a conexão com Deus, um colorido elo entre o plano espiritual e a Terra Eduardo Vessoni/UOL Mais
Mulheres carregam imensos troncos de madeira durante uma das provas de competição da Festa de Sairé, evento realizado na segunda semana de setembro, em Alter do Chão, a 36 km de Santarém, no Pará Eduardo Vessoni/UOL Mais
O sairé, principal símbolo da festa religiosa que acontece no Pará, é também uma referência à Arca de Noé Eduardo Vessoni/UOL Mais
Equipe masculina carrega tronco de madeira antes de enfeitá-lo para uma das disputas da Festa de Sairé, em Alter do Chão, Pará Eduardo Vessoni/UOL Mais
A programação da Festa do Sairé começa com uma emocionante procissão entoada em latim, conhecida como Busca dos Mastros, em direção ao rio, em Alter do Chão, Pará Eduardo Vessoni/UOL Mais
Por mais de 20 anos, Dona Maria foi saraipora, mulher responsável por carregar o sairé pelas ruas de Alter do Chão, durante a manifestação religiosa mais antiga da região da Amazônia. Porém, um problema de saúde obrigou-a a passar o bastão para sua filha Eduardo Vessoni/UOL Mais
Mulher prepara material antes de iniciar a decoração dos mastros da Festa do Sairé, em Alter do Chão, no Pará Eduardo Vessoni/UOL Mais
Troncos, frutas e bebidas são alguns dos ingredientes utilizados para a decoração dos troncos que serão avaliados e derrubados no último dia da Festa do Sairé, no Pará Eduardo Vessoni/UOL Mais
Equipe inicia o levantamento dos mastros antes de fincá-lo em plena Praça do Sairé, em Alter do Chão. Esse é um dos momentos mais esperados durante toda a programação Eduardo Vessoni/UOL Mais
Visitante observa a movimentação na Praça do Sairé, em Alter do Chão, Pará Eduardo Vessoni/UOL Mais
Senhora, conhecida como alfer, durante a procissão de abertura da Festa do Sairé, no Pará Eduardo Vessoni/UOL Mais
Alferes são recolhidos após primeiro evento religioso da extensa programação da Festa de Sairé, em Alter do Chão, a 36 km de Santarém Eduardo Vessoni/UOL Mais
Visitante beija fitas coloridas que, na tradição da Festa do Sairé, são uma representação de Deus Eduardo Vessoni/UOL Mais
Mastro de madeira é colocado em pé após decoração com frutas e outros elementos naturais. Esse é um dos momentos mais esperados da Festa do Sairé, em Alter do Chão Eduardo Vessoni/UOL Mais
Barracão do grupo Tucuxi ainda trabalha dia e noite para os desfiles do próximo sábado (12), durante a programação da Festa do Sairé 2009 Eduardo Vessoni/UOL Mais
Carro alegórico é preparado no barracão do Boto Cor de Rosa, grupo adversário que disputa pelo tricampeonato na competição do melhor desfile dos botos, em Alter do Chão, Pará Eduardo Vessoni/UOL Mais
Procissão religiosa abre a programação da Festa do Sairé, em Alter do Chão, a 36 km de Santarém, no Pará Eduardo Vessoni/UOL Mais
A Festa do Sairé é realizada, na segunda semana de setembro, em Alter do Chão, vila balneária considerada pelo 'The Guardian' como a melhor praia de água doce do Brasil, em 2009 Eduardo Vessoni/UOL Mais
A cabaça é um dos instrumentos tocados durante as procissões e as apresentações musicais dos rituais religosos da Festa de Sairé, evento paraense que terminou na última segunda feira (14), em Santarém Eduardo Vessoni/UOL Mais
A ladainha é uma das etapas dos rituais religiosos do Sairé, evento que aconteceu no Pará, entre os dias 10 e 14 de setembro Eduardo Vessoni/UOL Mais
Senhoras participam de eventos religiosos, na edição 2009 da Festa do Sairé, como rezas e cantos entoados em latim no Pará Eduardo Vessoni/UOL Mais
Vista da Praça do Sairé, em Alter do Chão, no Pará. O local é palco, na segunda quinzena de setembro, de uma das maiores festas religiosas daquele estado e chega a receber mais de 100 mil participantes Eduardo Vessoni/UOL Mais
Religiosas acompanham missa durante noite religiosa, em Alter do Chão, no Pará Eduardo Vessoni/UOL Mais
Torcedor do Boto Cor de Rosa, vencedor da disputa 2009, aguarda apresentação do grupo no Sairódromo, arena de Alter do Chão onde dois grupos rivais recontam a lenda do boto amazônico, no Pará Eduardo Vessoni/UOL Mais
Animadora do Boto Cor de Rosa abre apresentação do grupo, no último sábado (12), no Sairódromo de Alter do Chão, vila balneária a 36 km de Santarém, no Pará Eduardo Vessoni/UOL Mais
A torcida é um dos itens avaliados pelos jurados responsáveis pela escolha da melhor apresentação de botos em Alter do Chão, no Pará Eduardo Vessoni/UOL Mais
Criança representa o boto cor de rosa mirim durante apresentação, na Festa do Sairé, de um dos grupos de Alter do Chão, balneário localizado próximo a Santarém, no Pará Eduardo Vessoni/UOL Mais
Alegoria e coreografias preparadas ao som do carimbó são alguns dos 16 itens avaliados na disputa entre os botos de Alter do Chão, no Pará, durante a Festa do Sairé Eduardo Vessoni/UOL Mais
Jovens dançam ao som do carimbó durante a edição 2009 da Festa do Sairé, em Alter do Chão, no Pará Eduardo Vessoni/UOL Mais
Integrantes do grupo Boto Cor de Rosa desfilam durante disputa para escolher a melhor apresentação dos botos de Alter do Chão, no Pará Eduardo Vessoni/UOL Mais
Carro alegórico abre apresentação do grupo Boto Cor de Rosa, vencedor da Festa do Sairé, de 2009, em Alter do Chão. Alegoria, coreografias e música são alguns dos itens avaliados pelo júri Eduardo Vessoni/UOL Mais
O curandeiro da selva foi um dos personagens presentes na apresentação da lenda do boto amazônico, contada pelo grupo Boto Cor de Rosa, em Alter do Chão, no Pará Eduardo Vessoni/UOL Mais
A Rainha do Lago Verde e, ao fundo, o contador de histórias, são alguns dos personagens da apresentação do grupo Boto Cor de Rosa, durante a Festa do Sairé, em Alter do Chão, no Pará Eduardo Vessoni/UOL Mais
A Festa do Sairé, realizada em Alter do Chão, recria a famosa lenda amazônica de um boto que, transformado em homem, seduz mulheres ribeirinhas da região do Amazonas. Na foto, momento em que o boto, ainda em forma de animal, dança com sua filha Eduardo Vessoni/UOL Mais
A cabocla borari, personagem amazônico seduzido pelo boto homem, é uma das atrações da colorida (e profana) apresentação realizada durante a Festa do Sairé, em Alter do Chão, a 36 km de Santarém Eduardo Vessoni/UOL Mais
Criança é clicada durante apresentação do grupo Boto Cor de Rosa, na edição 2009 da Festa do Sairé, em Alter do Chão, no Pará Eduardo Vessoni/UOL Mais
O momento em que o boto homem seduz a cabocla é um dos itens de avaliação da disputa entre os grupos Boto Cor de Rosa e Tucuxi, na Festa do Sairé, em Alter do Chão, no Pará Eduardo Vessoni/UOL Mais
A transformação do boto em homem, durante as noites de lua cheia, é um dos momentos retratados da famosa lenda amazônica pelos grupos que se apresentam durante a Festa do Sairé, no Pará Eduardo Vessoni/UOL Mais
Além da discussão sobre o futuro das águas dos rios, o grupo Boto Cor de Rosa apresentou soluções para o destino do lixo, como o figurino da Rainha do Artesanato, feito com materiais descartáveis reciclados Eduardo Vessoni/UOL Mais
A Rainha do Sairé é uma das personagens avaliadas pelo júri durante disputa entre os botos em Alter do Chão, a 36 km de Santarém, no Pará Eduardo Vessoni/UOL Mais
Integrante do grupo Tucuxi dança ao som do carimbó durante a disputa pelo título de melhor apresentação na Festa do Sairé, em Alter do Chão Eduardo Vessoni/UOL Mais
Fantasias e conjunto folclórico são alguns dos itens avaliados durante a apresentação dos botos Cor de Rosa e Tucuxi, na Festa do Sairé, em Alter do Chão, no Pará Eduardo Vessoni/UOL Mais
A ala dos carimboleiros, responsáveis pelas coreografias dançadas ao som do carimbó, é uma das mais coloridas e animadas etapas da disputa entre os botos de Alter do Chão Eduardo Vessoni/UOL Mais
Grupo Tucuxi durante disputa de melhor apresentação de boto na edição 2009 da Festa do Sairé, um dos maiores eventos culturais do Pará Eduardo Vessoni/UOL Mais
A fantasia da Rainha do Sairé, do grupo Tucuxi, misturou elementos religiosos, como o símbolo do evento que a dançarina levava no peito, e detalhes futuristas como os luminosos da saia Eduardo Vessoni/UOL Mais
Ala de cardumes do boto Tucuxi, um dos itens que foram avaliados durante a competição da Festa do Sairé, em Alter do Chão Eduardo Vessoni/UOL Mais
Entre todas as mudanças que a Festa do Sairé sofreu ao longo dos últimos séculos, a competição entre os botos Tucuxi e Cor de Rosa é a mais profana e aguardada por todos os participantes desse evento que ocorre em Alter do Chão, no Pará Eduardo Vessoni/UOL Mais
Carro alegórico com o boto símbolo do grupo Tucuxi, um dos concorrentes ao título de melhor apresentação da Festa do Sairé, em Alter do Chão, no Pará Eduardo Vessoni/UOL Mais
A Festa do Sairé, manifestação popular que acontece na vila balneária de Alter do Chão, no Pará, foi encerrada na última segunda (14) com uma missa e uma procissão pelas ruas Eduardo Vessoni/UOL Mais
Foliões participam de procissão ao redor dos mastros, um dos símbolos da Festa do Sairé, antes de derrubá-los em uma das praças principais de Alter do Chão, no Pará Eduardo Vessoni/UOL Mais
Os alferes da Festa do Sairé são os personagens responsáveis por carregar as bandeiras branca e vermelha dos juízes, figuras principais a quem cabe a organização de um dos eventos religiosos mais importantes do Pará Eduardo Vessoni/UOL Mais
Voluntário com peconha nos pés antes de começar a subida aos troncos das equipes masculina e feminina que disputam a Derrubada dos Mastros, uma das etapas finais da Festa do Sairé Eduardo Vessoni/UOL Mais
Durante a Derrubada dos Mastros, na Festa do Sairé, a população local e os visitantes costumam posicionar-se ao redor daqueles troncos enfeitados na esperança de levar para casa algumas das frutas retiradas por voluntários, em uma das etapas finais dessa festa religiosa Eduardo Vessoni/UOL Mais
Os troncos enfeitados com folhas e frutas representam, na Festa do Sairé, a abundância e o agradecimento aos deuses por todo o alimento obtido naquele ano Eduardo Vessoni/UOL Mais
Uma das etapas finais dos rituais religiosos do Sairé consiste em desmontar a decoração com frutas, feitas no primeiro dia da festa, e lançá-la ao público. Frutas como bananas, abacaxi e laranja são alguns dos alimentos encontrados nos mastros decorados pelos próprios moradores locais Eduardo Vessoni/UOL Mais
Momento em que voluntário da equipe masculina retira a bandeira que deverá ser entregue ao novo juíz que será responsável pela próxima edição da Festa do Sairé, em 2010 Eduardo Vessoni/UOL Mais
O talco sobre a cabeça faz parte do processo de batismo da nova juíza, figura responsável pela organização da Festa do Sairé e que deve ser renovada, anualmente Eduardo Vessoni/UOL Mais
Membro da equipe masculina dá machadadas para derrubada do mastro, na Praça do Sairé, em Alter do Chão. Esse é um dos momentos mais aguardados por locais e visitantes Eduardo Vessoni/UOL Mais
Mulher testa sua força durante a Derrubada dos Mastros, momento em que as equipes adversárias tentam levar ao chão um tronco de morocotó. Nesta edição 2009 da Festa do Sairé, as mulheres foram as vencedoras Eduardo Vessoni/UOL Mais
Momento em que a equipe feminina derruba mastro e comprova a sua força durante o último dia da Festa do Sairé, em Alter do Chão, a 36 km de Santarém Eduardo Vessoni/UOL Mais
Homem carrega, em procissão, tronco de morocotó derrubado da região próxima ao Lago dos Botos, onde as equipes se apresentaram, no último sábado (12). Essa é uma das etapas finais dos rituais religiosos durante os cinco dias da Festa do Sairé, no Pará Eduardo Vessoni/UOL Mais
A festa religiosa do Sairé, em Alter do Chão, é uma homenagem ao Divino Espírito Santo e, inicialmente, era composta de apenas uma procissão acompanhada de rezas, tradição preservada até hoje Eduardo Vessoni/UOL Mais
Mulheres dançam a Quebra Macaxeira, durante o encerramento da Festa do Sairé, em Alter do Chão Eduardo Vessoni/UOL Mais
Mulheres fazem coleta de doações dos barraqueiros da Festa do Sairé para preparação do tarubá, uma bebida preparada a base de mandioca fermentada e servida para os participantes da festa Eduardo Vessoni/UOL Mais
Foliões e visitantes dançam pelas ruas de Alter do Chão, durante ritual de encerramento da Festa do Sairé, em Santarém, no Pará Eduardo Vessoni/UOL Mais
'Moças da fita' dançam a Quebra Macaxeira, ritmo que marca o fim dos trabalhos religiosos da Festa do Sairé, em Alter do Chão, no Pará Eduardo Vessoni/UOL Mais
O tarubá é uma bebida feita com mandioca fermentada que é servida aos participantes do último dia da Festa do Sairé, em Alter do Chão. Essa iguaria local pode ser provada na versão natural ou com álcool Eduardo Vessoni/UOL Mais
Doses de tarubá são servidas no último dia da Festa do Sairé, em Alter do Chão, vila balneária pertencente a Santarém, no Pará Eduardo Vessoni/UOL Mais
Participante prova o tarubá, uma bebida feita com mandioca fermentada que é servida no último dia dos rituais religiosos da Festa do Sairé, em Alter do Chão Eduardo Vessoni/UOL Mais

Botos, fitas e carimbó estão na Festa do Sairé, em Alter do Chão

Mais álbuns de UOL Viagem x

Veja mais: GUIA DE DESTINOS: BELÉM , FOTOS DA ILHA DE MARAJÓ

Últimos álbuns de Viagem

UOL Cursos Online

Todos os cursos