Turistas da terceira idade preferem roteiros nacionais, diz pesquisa

  • Thinkstock

    A pesquisa mostrou que a maior dificuldade da terceira idade durante a viagem é encontrar alimentação especial para hipertensos e diabéticos

    A pesquisa mostrou que a maior dificuldade da terceira idade durante a viagem é encontrar alimentação especial para hipertensos e diabéticos

SÃO PAULO – Mais da metade (68,7%) dos turistas da terceira idade preferem viajar pelo Brasil, revela pesquisa realizada pelo Provar/FIA (Programa de Administração de Varejo, da Fundação Instituto de Administração), em parceria com o Ibevar (Instituto Brasileiro de Executivos do Varejo).

A pesquisa mostrou que 61,4% dos idosos preferem viajar fora das férias escolares, 23,4% em feriados prolongados e 15,2% no período das férias escolares.

Com relação ao tipo de turismo, a maior parte (58,6%) prefere o turismo histórico, enquanto que 56,6% optam por roteiros que tenham recreação e entretenimento.

Ainda 14,8% disseram que gostam do turismo religioso e 5,2% afirmaram que gostam do turismo de saúde.

Outras características
De acordo com a pesquisa, 54% dos turistas da terceira idade escolhem suas viagens por meio de agentes de turismo. Já 49,7% preferem pedir informações para parentes, 28,4% procuram informações em anúncios de jornais, 23,9% na internet e 14,8% em programas de televisão especializados em viagens.

Com relação ao transporte, 72,4% preferem viajar por meio aéreo, 17,2% por transporte rodoviário, 6,1% por transporte marítimo e 4,3% por transporte próprio.

Dificuldades
A pesquisa mostrou que a maior dificuldade da terceira idade durante a viagem é encontrar alimentação especial para hipertensos e diabéticos.

Ainda com relação à alimentação, 24,7% afirmaram ter dificuldades em encontrar cardápios mais leves, com sopas, canja e caldos.

Quando assunto é hospedagem 33,1% disseram não encontrar dificuldades nas instalações e atividades dos hotéis. Já 31,3% disseram ter dificuldades em encontrar assessoria especializada para atender diferentes classes etárias.

* Ao todo, foram entrevistados 384 idosos, das classes A e B, residentes na cidade de São Paulo. Desse total, 32,9% viajam de duas a três vezes por ano, e 46,7% permanecem menos de sete dias no local escolhido.

Últimas de Viagem

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos