! Viña del Mar - Guia de Viagem - UOL Viagem

UOL Viagem

Marcelo Soares/UOL


Bem preparada para receber visitantes, Viña del Mar é o principal destino de verão no litoral do Chile

Arte UOL

Principal destino de veranistas no litoral do Chile e conhecida como "La Ciudad Jardín", Viña del Mar é o típico exemplo de um município que vive do turismo. O visitante vai encontrar toda uma infra-estrutura de hotelaria e gastronomia e uma cidade planejada, com um patrimônio arquitetônico e histórico bem cuidado ao lado de edifícios modernos de sua orla. Com cerca de 330 mil habitantes e a 119 km de Santiago, Viña possui diversos atrativos, tanto para os chilenos como para os visitantes estrangeiros. A começar pelas áreas de praia (são 3,5km, além das que ficam fora da cidade), motivo de grande movimentação durante o verão.

Por conta da vocação turística da cidade, diversos atrativos foram criados para atrair os visitantes, com destaque para o Festival de La Canción, que acontece em fevereiro, e o Festival de Cine de Viña del Mar, em outubro.

Apesar das águas geladas do Pacífico, o clima de balneário está presente na cidade durante todo o ano. A temperatura varia em média de 10ºC a 22ºC no verão, mas não será difícil encontrar dias ensolarados, com a temperatura chegando aos 30ºC. Nessa época, a cidade fica lotada de turistas, por isso é sempre bom fazer reservas antecipadas. No entanto, o inverno é bem rigoroso, com temperaturas que oscilam de 2º a 8ºC.

A praia mais conhecida da cidade é Reñaca. Sua principal característica são seus edifícios em forma de degrau, dando um charme exclusivo à sua orla. O local tem uma grande diversidade hoteleira (inclusive aluguel de apartamentos para temporadas) e gastronômica.

Há ainda as praias Salinas, Acapulco e Del Sol. Reserve alguns momentos para dar uma volta pela estruturada orla. Certamente o viajante vai encontrar surpresas, como o Muelle Vergara, antigo píer onde descarregavam mercadorias no passado, ou as feiras de artesanato. No entanto, as praias para veraneio não terminam com o fim do município. Todo o litoral norte de Viña possui cidades praieiras com infra-estrutura para turismo, cada uma com suas particularidades.

Viña foi fundada em 1878 pelo engenheiro e político José Francisco Vergara, proprietário das duas fazendas existentes ali e que fazem parte da história da cidade. A primeira delas, Viña del Mar, ficava ao norte do estuário que hoje divide o balneário: o Marga Marga. Ao sul do rio, localizava-se Las Siete Hermanas, que compreendia terras até o Cerro Barón, em Valparaíso. O terremoto de 1906 deixou a portuária Valparaíso no chão e, com isso, diversas famílias se mudaram para o balneário, distante apenas 9km.

O crescimento da cidade de forma planejada é algo notório. Ao sul do rio Marga Marga, encontra-se o centro da cidade com arquitetura e espaços urbanos mais antigos -como a região dos castelos, a igreja principal e a Plaza José FranciscoVergara, ponto central. Ao seu lado, fica o Teatro Municipal e, a algumas quadras, o parque Quinta Vergara.

A parte mais moderna da cidade, formada por uma zona mais residencial, fica ao norte do estuário e suas ruas e quadras são planejadas de acordo com a avenida-artéria Libertad, que corta de norte a sul a região: as ruas paralelas à avenida Libertad a oeste (ou seja, em direção ao mar) são chamadas de Poniente 1, 2, 3 etc. As que ficam a leste da avenida, são chamadas de Oriente 1, 2, 3, etc. E as que cruzam a avenida são chamadas de Norte 1, 2, 3...

"Ciudad Jardín"

Logo na entrada de Viña del Mar, percebe-se sua vocação para plantas e jardins floridos: trata-se do Reloj de Flores, ponto de confluência de turistas, sempre com câmeras em punho. Sem dúvida, é um dos grandes símbolos da cidade. Essa característica marcante rendeu a Viña o apelido de "Ciudad Jardín". O costume pode ser observado no Jardim Botânico de Viña del Mar, nos passeios pela orla ou nos arredores da cidade.

O Parque Nacional La Campana, a 40 km do balneário, foi visitado pelo cientista Charles Darwin e, na ocasião, ele definiu o morro La Campana como uma de suas melhores experiências na América do Sul, devido à diversidade da flora e da fauna do lugar. Hoje o local tem infra-estrutura para receber visitantes, inclusive com possibilidade de acampar. A melhor época para conhecê-lo é durante a primavera (no inverno, o frio incomoda e, nos verões mais secos, há perigo de incêndio).

Apesar de os pacotes de viagem sempre destinarem um dia para conhecer Viña del Mar e Valparaíso, não deixe se levar por esta pouca importância dada a estas cidades tão diferentes em seu caráter e beleza, mas tão próximas em termos geográficos. Reserve tempo para conhecê-las. Vai valer a pena!

GRUPO DE DISCUSSÃO


Viña del Mar
Você conhece o balneário chileno? Como foi sua estada por lá?

NO UOL


Grupo Viagem
Viña del Mar e Valparaíso formam dobradinha imperdível no Chile

PORTAIS REGIONAIS


Câmara de Turismo de Viña del Mar
www.vinadelmar.cl

Servicio Nacional de Turismo de Chile
www.sernatur.cl

INFORMAÇÕES E SERVIÇO


Fuso horário - 1 hora a menos em relação à Brasília

Moeda - pesos chilenos

Valor de troca - 450 pesos chilenos = US$ 1

DDI - 56 (Chile)

Código de acesso de Viña del Mar - 32

Câmbio - A maioria das casas de câmbio da cidade fica na avenida Arlegui. Como ficam praticamente uma do lado da outra, compare preços e faça a melhor troca. Algumas casas trocam travellers cheques muito aquém do preço merecido. Neste caso, procure a casa de câmbio Afex, que parece especular menos com este tipo de transação.

Atualizado em Abril de 2010
  • - Guia de Viagem
  • UOL Viagem
Compartilhe
Imprimir
Comunicar erro