UOL Viagem

San Diego

Sobre o destino Fotos Como chegar Circulando Onde ficar Agências

Christianne González/UOL


Cidade americana de San Diego é "eco friendly", antitabagista e reúne beleza e alta qualidade de vida

Arte UOL

Praias limpas, parques bem arquitetados e um skyline deslumbrante é o que os cerca de 16 milhões de turistas anuais e 1,3 milhão de moradores encontram em San Diego, no sul da Califórnia (EUA). Costeira e ensolarada, a cidade surpreende pela beleza natural e alta qualidade de vida. É "eco-friendly", antitabagista, antialcoólica e tem entretenimento para todos os gostos, do surfe à Legolândia —parque de diversões em que os brinquedos são feitos de Lego.

A grande San Diego tem cerca de 90 museus, grandes anfiteatros, 117 km de praias, cidade histórica e parques com atrativos suficientes para manter o turista ocupado durante dias. Além de seus encantos naturais, é porta de entrada para Tijuana —cidade do México que fica na fronteira com os Estados Unidos, cerca de 30 km ao sul de San Diego.

Não é à toa que é locação de filmes importantes, como "Babel" (2006), "Traffic" (2000), "Top Gun - Ases Indomáveis" (1986) e "Cidadão Kane" (1941), além de cenário para uma série de programas de TV e até reality shows — "Beach Patrol" (2006) e "The Real World" (2004).

Para brasileiros, um passeio por San Diego pode lembrar Salvador (BA). A atmosfera praiana, o jeito descontraído da população e o clima são semelhantes. Mas há diferenças importantes. Em vez de arquitetura colonial portuguesa, San Diego tem herança espanhola. Além disso, a cidade californiana é mais segura. É possível passear à noite pelas ruas e avenidas sem a constante preocupação com a violência urbana.

O clima da cidade é quente e seco, com temperaturas agradáveis durante quase todo o ano. A média anual é de 21ºC e a mínima, de 4ºC, no inverno. A umidade do ar é baixa, e as chuvas se concentram entre dezembro e março.

É proibido fumar e beber

Entre as principais atrações turísticas de San Diego estão o Balboa Park —que abriga 15 museus, teatros, jardins, centros de arte e zoológico —, o Mission Bay Park, as praias, La Jolla, Coronado Island, Old Town, Embarcadero, Sea World e Legolândia.

É permitido fazer piqueniques nos parques e nas praias, mas cerveja e vinho devem estar fora do menu. Por força de lei municipal, é proibido fumar e ingerir bebida alcoólica nos parques e praias de San Diego. A multa pode chegar a US$ 1.000, e turistas também estão submetidos à regra. Quem quer beber tem de ir a um bar ou restaurante, e quem quer fumar deve ficar a, pelo menos, cem metros de distância de qualquer prédio, praia ou parque público. A cidade apresenta grandes festivais de música, cinema, balé e ópera durante todo o ano. Musicais da Broadway também vão a San Diego.

Ao contrário do que acontece em outras cidades dos EUA, em San Diego, só come fast food quem quer. É fácil encontrar bons pratos de frutos do mar em toda a região metropolitana, que tem registrados 6.700 restaurantes. Em Downtown, Little Italy, La Jolla e Coronado, encontram-se excelentes opções de cozinha italiana e mexicana.

A cidade é um convite à prática de esportes. A Grande San Diego tem cerca de 90 campos de golfe e quadras esportivas. Nas praias, alugam-se caiaques e pranchas de surfe. Quem gosta de correr tem à disposição uma longa orla marítima.

No departamento de compras, a região também é bem servida. Tem pelo menos três grandes centros de "outlets" dentro e fora da cidade. Segundo informações do San Diego Convention and Visitors Bureau, visitantes gastaram US$ 7,9 bilhões na cidade em 2007.

San Diego é o berço da Califórnia. Foi localizada pelo explorador Juan Rodriguez Cabrillo, que viajava do México em direção ao norte, com um navio de bandeira espanhola. E 1542, a região passou a ser possessão dos espanhóis. Em 1769, o padre franciscano Junipero Serra instalou na área a Mission San Diego de Alcala —a primeira das 21 que foram posteriormente construídas na Califórnia. Originalmente povoada por índios, a região foi governada por Espanha, México e, desde 1846, pelos Estados Unidos.

GRUPO DE DISCUSSÃO


San Diego
Você já esteve por lá? Conte o que achou

INFORMAÇÕES E SERVIÇO


Site do país - www.usa.gov

Site da cidade - www.sandiego.gov

Site de turismo do país - www.usa.gov/Citizen/Topics/Travel.shtm

Site de turismo da cidade - www.sandiego.org/

Consulado Geral do Brasil - Não há representação consular do Brasil em San Diego. A cidade está sob a jurisdição do consulado de Los Angeles, que fica 200 km ao norte.

Idioma - Inglês é o idioma oficial de todo o território norte-americano. Na Califórnia, é comum o turista receber atendimento em espanhol, por causa do grande número de imigrantes e residentes de origem estrangeira. Segundo dados do US Census Bureau, 30,1% dos residentes da Grande San Diego têm origem latina ou hispânica.

Fuso horário - Entre março e outubro, o fuso horário da Califórnia é de quatro horas a menos do que o horário de Brasília. Quando o Brasil está no horário de verão, o fuso sobe para cinco horas. Normalmente entre novembro e fevereiro, os EUA atrasam os ponteiros do relógio em uma hora. Nesse período, o fuso é de seis horas.

DDI - 1

Códigos de acesso da cidade - 619 é o código de área mais abrangente da cidade. Liga para o centro e para cerca de 30 regiões metropolitanas. Dois outros códigos atendem a outras localidades da Grande San Diego (858 e 760). Não há uma divisão de códigos por região.

Telefone local de emergência - 911 (para emergências médicas, incêndio e polícia)

Informações turísticas - Há cinco centros de informação ao turista em San Diego —em Balboa Park, em Coronado, La Jolla, Mission Bay e em Downtown. Os centros informam sobre atrações, tours, hotéis, reservas de carros e transporte público. Também distribuem guias, mapas da cidade e das linhas de ônibus e de metrô, cupons de desconto e ingressos a preços mais baixos. São eles:
International Visitor Information Center - 1040 1/3 West Broadway (at Harbor Drive), Downtown San Diego; tel: 1 (619) 236-1212; fax: 1 (619) 230-7084; e-mail: sdinfo@sandiego.org. Diariamente, 9h às 17h (jun. a set.) e das 9 às 16h (out. a mai.)
Mission Bay Visitors Information Center - 2688 East Mission Bay Drive, San Diego; tel: 1 (619) 276-8200. Seg. a sáb., das 9h às 17h; dom., das 9h30 às 16h30
Visitors Center Balboa Park - 1549 El Prado, Balboa Park, San Diego; tel: 1 (619) 239-0512. Diariamente, das 9h30 às 16h30. www.balboapark.org/info/
La Jolla Visitor Center - 7966 Herschel Avenue, La Jolla; tel: 1 (619) 236-1212; fax: 1 (619) 230-7084; e-mail: sdinfo@sandiego.org. Diariamente, das 10h às 16h (no verão, até as 18h, no sábado e no domingo); horários sujeitos a mudança
Coronado Visitors Center - 1100 Orange Avenue, Coronado; tel: 1 (619) 437-8788. Seg. a sexta, das 9h às 17h; sáb. e dom., das 10h às 17h. www.coronadovisitorcenter.com/

Moeda - Dólar americano. Veja a cotação da moeda no site economia.uol.com.br/cotacoes/

Câmbio - Para trocar "travelers cheques", a melhor opção é a agência American Express (11952 Bernardo Plaza Dr., San Diego), que não cobra para trocar cheques da própria marca. As agências centrais de grandes bancos também fazem o câmbio, mas cobram comissão de 0,50% a 2,5% sobre o valor trocado, ou taxa de U$ 10 a U$ 30, por transação. Bancos abrem de segunda a sexta, das 9h às 17h, e aos sábados, das 9h às 14h. Algumas agências adotam horários diferentes aos sábados. Quem tem cartão de débito internacional pode usar os bancos 24 horas conveniados às redes Cirrus e Plus para retirar dólar, mas há bancos que limitam em US 200 ou U$ 300, por dia, o valor máximo de dinheiro liberado nessas transações.

Gorjetas - Entre 15% e 20% sobre o valor total gasto em restaurantes, bares, corridas de táxi e salões de beleza. Normalmente, os clientes dão 16%, o dobro do valor do imposto cobrado pelo Estado da Califórnia, que é de 8,5% e que vem incluído nas notas fiscais de qualquer produto ou serviço. As gorjetas nos EUA não são obrigatórias, mas é praxe. Deixa-se de gratificar o garçom somente quando o serviço é ruim.

Telefone - De San Diego para o Brasil, deve-se discar 011 55 antes do DDD da cidade e do número de telefone. Para telefonar para outras cidades dos Estados Unidos, é preciso discar 1 antes do código de área da cidade e do número do local.

EX1: ligando de San Diego, para São Paulo, no Brasil
011 55 11 + número do telefone
EX2: ligando de San Diego para Miami, na Flórida
1 954 + número de telefone

É preciso comprar um cartão telefônico internacional ou ter quarters (moedas de 25 cents) para usar os telefones públicos. Nas zonas turísticas de San Diego, cada moeda de US$ 0,25 dá dois minutos de ligação para os EUA e um minuto para o Brasil. Os cartões são vendidos por US$ 5, US$ 10 e US$ 20 em qualquer supermercado ou loja de conveniência, como as das redes Walgreens e 7-Eleven. Cartões de US$ 20 oferecem, em média, mil minutos de ligação de San Diego para o Brasil.

Correios - As agências de Correios funcionam de segunda a sexta, normalmente, das 9h às 17h. Algumas abrem aos sábados ou aos domingos, em horários variados. A agência da 3870 5th Ave. fica aberta aos domingos, das 10h às 20h. Veja endereços e horários de funcionamento no site www.switchboard.com/usps.1355/dir/6_0/index.htm?mem=1355.

Internet - Hotéis cotados em mais de três estrelas costumam oferecer conexão rápida, gratuita e sem fio. O acesso pago à Internet pode ser obtido em lan houses e Internet cafés espalhados por toda a cidade.

Segurança - Turistas devem ficar mais atentos na Mission Bay, onde há maior registro de furto. Carros devem ficar trancados nessa região. É seguro andar à noite pela cidade. É proibido fumar e ingerir bebida alcoólica nos parques e nas praias de San Diego. A multa pode chegar a US$ 1000. Dentro de carros, também é proibido beber (mesmo no banco do passageiro) e fumar na presença de menores de 18 anos. Garrafas de bebida só podem ser transportadas em carros enquanto estiverem lacradas.

Voltagem e tomadas - A voltagem mais comum é de 110 volts, mas há hotéis e residências que usam também a de 220 volts. As tomadas têm dois pinos planos (um mais largo e outro mais estreito).

Pesos e medidas - Nos EUA, em vez de graus centígrados, mede-se a temperatura em Fahrenheit. Em lugar de quilo, usa-se libra para peso, e, em vez de quilômetros, calcula-se distância em milha. Litros devem ser convertidos em galões. Veja equivalência.

1 milha = 1,61 km
1 lb. = 453,59 g
1 galão = 3,787 litros
32 F = 0ºC

Equação para converter fahrenheit em centígrados:
[graus fahrenheit] - 32 x 5 : 9 = graus centígrados
Ex: 90 graus fahrenheit - 32 x 5 : 9 = 32,2 graus centígrados

Equação para converter centígrados em Fahrenheit:
[graus centígrados] x 9 : 5 + 32 = graus Fahrenheit
Ex: 32,2 x 9 : 5 + 32 = 90 graus Fahrenheit

Atualizado em Abril de 2010
  • - Guia de Viagem
  • UOL Viagem
Compartilhe
Imprimir
Comunicar erro