Débora Costa e Silva/UOL
Mercado Municipal de São Luiz do Paraitinga é um dos principais pontos turísticos da cidade, e abriga apresentações culturais, lojas de artesanato e restaurantes Débora Costa e Silva/UOL

Rica em atrativos naturais, São Luiz do Paraitinga, em São Paulo, continua colorida e festiva

Carnaval de Marchinhas, Saci Pererê, Oswaldo Cruz, música caipira, cachaça, cachoeiras, rafting... São tantas referências que a cidade de São Luiz do Paraitinga remete que fica difícil resumi-la a apenas uma de suas características. Tal como a variedade de cores dos casarões e das chitas que vestem os luizenses em dias de festa, a cidade tem na diversidade de atrações seu maior trunfo.

Não há como ignorar, no entanto, um episódio recente da história do município: a enchente que devastou boa parte da cidade no início de 2010. O que poucos sabem é que outros capítulos já foram escritos e São Luiz volta a ser evidenciada por seu espírito alegre e festeiro.

Surge uma cidade renascida. Claro que algumas cicatrizes ainda são evidentes - como a ausência da Igreja Matriz e da Capela das Mercês. Mas ao caminhar por algumas ruas do centro histórico, a sensação é de que o que aconteceu foi superado.

Fachadas novas e casarões recém pintados e reformados confundem até o mais freqüente turista. O comércio já voltou a sua rotina normal, pousadas já recebem hóspedes e as agências que promovem rafting já retomaram suas atividades.

Em dezembro de 2010, quase um ano após a tragédia, a cidade comemorou o anúncio do tombamento de seu centro histórico como Patrimônio Cultural Brasileiro pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). O estudo levou em conta as características arquitetônicas e o traçado urbano singular dos períodos colonial e imperial. O tombamento prevê a proteção de cerca de 450 imóveis.

História

A história da cidade se mistura com a origem de seu nome. O nome Paraitinga tem origem indígena e em tupi-guarani significa "águas claras". O rio que margeia a cidade - e teve seu nome como inspiração - foi importante para a comercialização do café, durante o auge do produto na região.

A fundação do município teve início com o sargento mor Manoel Antônio de Carvalho, que pediu licença ao governo da então província de São Paulo para a criação do povoado, próxima ao rio Paraitinga. Devoto de dois santos, o sargento fez com que a futura cidade ficasse conhecida como São Luiz e Santo Antônio do Paraitinga. Em 1773, o povoado foi elevado à categoria de vila e passou a ter como padroeiro São Luiz de Tolosa, definindo assim o nome do município.

Atrações em destaque

Dicas de quem já foi

Cursos Online
UOL Cursos Online

Calendário de eventos

fev

Carnaval de Marchinhas

É um dos carnavais de rua mais famosos do interior paulista. Após 60 anos sendo proibida pela igreja, a festa voltou a acontecer na cidade em 1981, quando a prefeitura e o clube Imperial Luisense incentivaram o retorno da festa. Foram resgatados os bonecos gigantes e as marchinhas, que se tornaram símbolos do evento.

abr

Semana Santa

As comemorações começam na sexta-feira, com as cerimônias de Nossa Senhora das Dores. No sábado acontece a Procissão do Depósito (quando a imagem do Senhor dos Passos é levada para as ruas dentro de um quadrilátero, representando uma cela). No dia seguinte é feita a Procissão do Encontro. No Sábado da Aleluia sempre tem a malhação de Judas com seu testamento. No Domingo da Páscoa acontece a coroação de Nossa Senhora, por dezenas de crianças vestidas de anjos. A festa só termina na Segunda-feira, dedicada a São Benedito.

mai

Festa do Divino Espírito Santo

A Festa é realizada na comemoração do dia de Pentecostes (cinquenta dias depois da Páscoa). Fiéis desfilam com suas bandeiras pelas ruas nas cerca de 20 procissões realizadas nos 10 dias da festa. Festividades de religiosidade popular, como a Procissão do Encontro das Bandeiras, fazem parte da celebração. As bandeiras, o cetro e a coroa, símbolos do império do Divino fazem parte da decoração do local. No dia em que se encerra a festa, as missas e apresentações folclóricas se revezam. São realizadas as congadas, moçambiques, pau-de-cebo, desfile do casal de bonecões João Paulino e Maria Angu, cavalhada, distribuição de doces para o povo e brincadeiras para as crianças.

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos