Gabriel Carvalho/UOL
Tranquilidade é uma das marcas da Praia do Forte Gabriel Carvalho/UOL

Praia do Forte é marcada por resorts sofisticados, praias tranquilas e respeito à natureza

Parece improvável que um lugar possa reunir um ambiente bucólico e aconchegante para quem deseja relaxar, lojas de grife, campos de golfe e hotéis de luxo e ao mesmo tempo preservar a natureza com o devido respeito e atenção que ela merece. Mas isso existe aqui mesmo no Brasil: a Praia do Forte.

A cidade é considerada a "Polinésia brasileira". Com 12 quilômetros de praias de areia branquíssima, águas límpidas e cristalinas, piscinas naturais e enormes coqueiros à beira mar, o local é quase a visão idealizada que se faz do arquipélago do Pacífico Sul. E bem ali, a pouco mais de 50 quilômetros de Salvador.

Muito antes de se tornar moda, a consciência ambiental e as construções ecológicas já cresciam nesse refúgio baiano. Ao contrário das preocupações atuais, lá não se explorou para começar a preservar. O pensamento de que a natureza faz parte da vida cotidiana está enraizado no povo.

O rústico e o luxuoso convivem harmonicamente. Aliás, quem chega é que deve se ajustar às normas locais. As placas de madeira ou pedra e o chão de terra estão lá para mostrar que a pequena população, em grande parte de pescadores, apesar de ter adotado o turismo como meio de vida, não abre mão de permanecer simples.

Foi na Praia do Forte que nasceu a primeira base do Projeto Tamar, em 1982. Atualmente são mais de vinte unidades espalhadas pelo litoral brasileiro. E lá até hoje as tartarugas continuam se reproduzindo, com a ajuda de biólogos, da população e até dos resorts que são erguidos rente a praia, mas que jamais ousam adentrar o território dos quelônios. Outro reduto de preservação ambiental é a Reserva Ecológica Sapiranga, do outro lado da estrada.

Apesar de ter litoral tranquilo, a Praia do Forte também recebe bem os adeptos de emoções mais intensas, como o rafting, a tirolesa, os passeios de quadriciclo e o parasail (espécie de paraquedas puxado por uma lancha).

Com belezas naturais de encher os olhos, os baianos da Praia do Forte só querem que as coisas continuem assim, do jeitinho que são. E exigem dos turistas que apreciem, divulguem, e não levem de lá mais do que boas fotos e lembranças. 

Guias e roteiros

Atrações em destaque

Fotos de quem já foi

Dicas de quem já foi

Calendário de eventos

nov

Festival de Jazz de Praia do Forte

out

Festa de Todos os Santos

out 04

Festa de São Francisco de Assis

jun

São João na Praia do Forte



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos