Fábio Calvetti/UOL
Morro São Domingos e queda d'água Véu das Noivas, belezas naturais da cidade ao sul de Minas Fábio Calvetti/UOL

Poços de Caldas, um brinde às águas e às belezas naturais no Sul de Minas Gerais

De um vulcão que sumiu há séculos e séculos nasceu a região onde está uma das cidades mais aconchegantes de Minas Gerais. As águas ricas em enxofre que borbulham do solo e o clima de montanha tornaram Poços de Caldas um lugar irresistível. Tanto que a cidade pode muito bem ser o sinônimo de descanso. O som das águas que surge a cada canto tranquiliza. As praças arborizadas transmitem um estado de paz e as belezas naturais renovam as energias.

No cenário de Poços no início da década de 1940, a elite intelectual brasileira caminhava pelos jardins da cidade, as famílias abastadas passavam lá os fins de semanas para tratar seus parentes nas termas medicinais e as fichas de cassino eram tão comuns que eram usadas como dinheiro nas lojas. Carmen Miranda, Santos Dumont e Juscelino Kubitschek eram visitantes frequentes.

O então presidente Getúlio Vargas usava a suntuosa suíte presidencial do Hotel Palace para trabalhar. Ele chegou a trazer móveis do Palácio do Catete, antiga sede do governo, que ainda hoje decoram o quarto de hotel mais famoso da cidade.

Mas dois fatos históricos transformaram a cidade. O primeiro foi a proibição do jogo no Brasil em 1946. O dinheiro do cassino secou, os turistas diminuíram e o glamour acabou. Depois veio a descoberta da penicilina. Frente aos antibióticos, os tratamentos termais tornaram-se obsoletos e caros.

No entanto, as fontes e as belezas naturais conseguiram manter a cidade como uma das favoritas para casais em lua-de-mel. A natureza local é privilegiada. Localizada no alto da Serra da Mantiqueira, a 1.200 metros de altitude, está em um vale cercado de muito verde, onde é fácil encontrar mirantes, trilhas, fontes e quedas d´água.

A grande atração continua sendo a água que borbulha do solo a uma temperatura de 40ºC. Em torno de suas fontes, a cidade cresceu, virou centro de tratamento de doenças e ganhou o maior balneário da América Latina, as Termas Antônio Carlos. Em arquitetura romana, funcionam ainda hoje a todo vapor e oferecem banhos de imersão, saunas, inalação e duchas, tudo com a famosa água sulforosa, indicada para diversas doenças.

Outra especialidade são os cristais criados no mesmo estilo dos artesãos da ilha de Murano (Itália). O pioneiro na arte com vidros na cidade mineira foi o italiano Mário Seguso, que em 1965 abriu uma loja e passou a ensinar a técnica milenar a seus aprendizes. Hoje, além da comercialização, pode-se assistir ao vivo ao processo de produção dos vidros.

Atrações em destaque

Dicas de quem já foi

Cursos Online
UOL Cursos Online

Calendário de eventos

jul

Julho Fest

Festival cultural com programação de dança, literatura, música e atrações infantis.

ago

Festa Uai

Celebração da cultura mineira, o evento conta com barracas de comes e bebes típicos, apresentações de dança tradicional e folclore local.

dez

Natal Encantado de Poços de Caldas

Parada natalina que conta com apresentação de corais, orquestras e bandas.



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos