Leonardo Wen/Folhapress
A ponte Construtor João João Alves é um dos cartões-postais de Aracaju (SE) Leonardo Wen/Folhapress

Aracaju é a capital com melhor qualidade de vida

Em abril de 2008, Aracaju surpreendeu o Brasil ao ser declarada pelo Ministério da Saúde a capital brasileira que oferece aos moradores a melhor qualidade de vida do país. A cidade com pouco mais de 570 mil habitantes, de acordo com o censo 2010, conta com toda a estrutura de capital, mas com um jeitinho de interior. As ruas não são superlotadas de pedestres ou carros, o ar é puro e as pessoas se conhecem pelo nome e tratam os visitantes com alegria e cordialidade.

Nos agradáveis calçadões da Orla de Atalaia e da avenida Beira-Mar, no bairro 13 de Julho, é possível saborear a brisa constante enquanto se acompanha a sucessão de belas imagens do mar ou da vegetação que cobre o mangue, ambiente sobre o qual boa parte da cidade foi construída desde 1855, ano da inauguração. Só não se esqueça de ter sempre uma garrafinha d'água em mãos, pois o calor é intenso.

Apesar da pouca idade da capital sergipana, o turismo histórico também tem sua vez. Caminhar pelo "tabuleiro de xadrez" que é a cidade, com ruas cruzadas e quarteirões de fácil localização e traslado, é arriscar-se a topar com edifícios do século 19 com muita história para contar.

Aracaju tem opções para visitantes de todos os gostos. O entretenimento massivo está garantido em janeiro e junho, com o Pré-Caju, prévia do Carnaval, e o Forró Caju, a maior festa de São João em uma capital brasileira, que reúne 100 mil pessoas por dia gratuitamente nas ruas do centro. Já nas praias é possível encontrar locais com muita gente e barracas com toda a estrutura de atendimento, como na praia do Robalo, ou curtir a sensação de ilha deserta, como em Mosqueiro. Apenas meia hora de carro separa ambas.

Nas boates, forró e música eletrônica podem dividir os mesmos espaços. Com diversos ambientes noturnos que combinam os mais diferentes estilos com harmonia, as entradas, comidas e bebidas são baratas, as pessoas, bonitas e o acesso, facilitado.

O diminuto tamanho da capital, assim como o do Estado em si, facilita a integração das regiões no turismo. É possível partir de Aracaju em direção a numerosos passeios no interior sergipano, como na hidrelétrica de Xingó, a ilha de Santa Luzia e o parque Boa Luz, todos localizados fora do município, e até mesmo fazer um passeio de barco até Mangue Seco, terra de Tieta do Agreste, já no extremo norte da Bahia, e voltar com tranquilidade no mesmo dia.

Atrações em destaque

Dicas de quem já foi

Fotos de quem já foi

Cursos Online
UOL Cursos Online


Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos