Leonardo Wen/Folhapress
A ponte Construtor João João Alves é um dos cartões-postais de Aracaju (SE) Leonardo Wen/Folhapress

Aracaju é a capital com melhor qualidade de vida

Em abril de 2008, Aracaju surpreendeu o Brasil ao ser declarada pelo Ministério da Saúde a capital brasileira que oferece aos moradores a melhor qualidade de vida do país. A cidade com pouco mais de 570 mil habitantes, de acordo com o censo 2010, conta com toda a estrutura de capital, mas com um jeitinho de interior. As ruas não são superlotadas de pedestres ou carros, o ar é puro e as pessoas se conhecem pelo nome e tratam os visitantes com alegria e cordialidade.

Nos agradáveis calçadões da Orla de Atalaia e da avenida Beira-Mar, no bairro 13 de Julho, é possível saborear a brisa constante enquanto se acompanha a sucessão de belas imagens do mar ou da vegetação que cobre o mangue, ambiente sobre o qual boa parte da cidade foi construída desde 1855, ano da inauguração. Só não se esqueça de ter sempre uma garrafinha d'água em mãos, pois o calor é intenso.

Apesar da pouca idade da capital sergipana, o turismo histórico também tem sua vez. Caminhar pelo "tabuleiro de xadrez" que é a cidade, com ruas cruzadas e quarteirões de fácil localização e traslado, é arriscar-se a topar com edifícios do século 19 com muita história para contar.

Aracaju tem opções para visitantes de todos os gostos. O entretenimento massivo está garantido em janeiro e junho, com o Pré-Caju, prévia do Carnaval, e o Forró Caju, a maior festa de São João em uma capital brasileira, que reúne 100 mil pessoas por dia gratuitamente nas ruas do centro. Já nas praias é possível encontrar locais com muita gente e barracas com toda a estrutura de atendimento, como na praia do Robalo, ou curtir a sensação de ilha deserta, como em Mosqueiro. Apenas meia hora de carro separa ambas.

Nas boates, forró e música eletrônica podem dividir os mesmos espaços. Com diversos ambientes noturnos que combinam os mais diferentes estilos com harmonia, as entradas, comidas e bebidas são baratas, as pessoas, bonitas e o acesso, facilitado.

O diminuto tamanho da capital, assim como o do Estado em si, facilita a integração das regiões no turismo. É possível partir de Aracaju em direção a numerosos passeios no interior sergipano, como na hidrelétrica de Xingó, a ilha de Santa Luzia e o parque Boa Luz, todos localizados fora do município, e até mesmo fazer um passeio de barco até Mangue Seco, terra de Tieta do Agreste, já no extremo norte da Bahia, e voltar com tranquilidade no mesmo dia.

Atrações em destaque

Fotos de quem já foi

Dicas de quem já foi

Cursos Online
UOL Cursos Online

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos