AFP PHOTO/Yasuyoshi CHIBA
A Basílica Nossa Senhora Aparecida só perde em tamanho para a Basílica de São Pedro, no Vaticano AFP PHOTO/Yasuyoshi CHIBA

Nossa Senhora da Conceição Aparecida move multidões de devotos

Dizem que a fé move montanhas, mas em Aparecida, a 188 quilômetros de São Paulo, o movimento é dos devotos e visitantes em um dos maiores templos católicos do mundo: o Santuário de Nossa Senhora da Conceição Aparecida.

O turismo na cidade gira em torno da 'casa' da padroeira do Brasil e os números que a acompanham são surpreendentes: mais de oito milhões de romeiros passam por ali anualmente. Pessoas de todo o país (e mesmo religiosos estrangeiros) lotam diariamente esse Santuário religioso que só perde em tamanho para a Basílica de São Pedro, no Vaticano.

Em pleno Brasil de sincretismos, impressiona ver a dedicação e a emoção de fiéis diante da imagem de 39 centímetros que se encontra na galeria superior da Basílica. Religiosos que chegam ajoelhados, choro e muita oração são as principais imagens que se veem aos pés da santa.

Mas essa devoção não é de hoje. Em 1717, em uma época de poucos peixes no rio Paraíba do Sul, três pescadores que trabalhavam na região encontraram em suas águas uma imagem quebrada da Senhora da Conceição. Após essa "aparição", a pesca de peixes foi tão abundante que passou-se a considerá-la Aparecida e, posteriormente, Rainha Padroeira do país.

A partir daquele momento, a sequência de milagres não cessou e como prova de seu agradecimento iniciaram-se as primeiras romarias até Aparecida. Os anos foram passando, o acontecimento milagroso foi conquistando a fé de todo o país e o que era uma imagem deteriorada pelas fortes águas do rio Paraíba do Sul transformou a região no maior santuário mariano do mundo.

Atrações em destaque

Fotos de quem já foi

Dicas de quem já foi



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos